Google+ Followers

terça-feira, outubro 20

Brincadeiras com pássaros.

Finalmente nasceram as reinitas! Foi um momento de grande excitação! Não nos afastávamos de junto do ninho, mesmo correndo o risco da mãe reinita abandonar os filhotes. Mas não, o pequeno passarinho, desconfiado ao princípio, saltava de ramo em ramo pipilando nervosamente até nos afastarmos a uma distância prudente e depois se introduzia pelo pequeno orifício da base inferior do ninho.Podíamos ouvir o pipilar agitado dos pequeninos enquanto ela os alimentava!
Com o tempo os pais reinita se acostumaram à nossa presença e já não nos dava a menor importância, entrando e saindo do ninho com a maior naturalidade.

À medida que os passarinhos cresciam começamos a tocar neles, a retirá-los do ninho e brincar com eles, eram tão diminutos que quase desapareciam na concha da minha mão ainda pequena, e até posso assegurar que, quem os ensinou a voar fomos nós! È verdade! Sob o olhar atento dos progenitores, brincávamos com eles fazendo-os saltar de uma mão para a outra , depois os lançávamos de uns para os outros, e finalmente os passarinhos – eram dois – iam e vinham sem medo, pousando no ombro ou na cabeça de cada um de nós.
Quando aprenderam a voar de verdade, ficaram em liberdade, mas estou certa de que voltavam para beber água na fonte e nos fazer uma visita...