Google+ Followers

sábado, outubro 31

As vespas. E...


Depois de ter retirado, uma a uma, todas as vespas, ela passou um algodão com álcool, depois massajou com azeite de oliva e finalmente, pintou cada picada com tintura de mercúrio.
Entretanto a dor ia diminuindo e quando ela considerou o trabalho terminado olhou para mim e… riu! Fiquei estupefacta e furiosa! Adivinhei que o meu aspecto era monstruoso e corri desesperada, à procura do pequeno espelho da casa de banho. O que vi me fez gritar de tal forma que todos correram à minha procura!
Estava irreconhecível! O meu rosto estava inchado, cheio de mossas, os meus olhos quase não se podiam abrir, e os lábios…mas o pior eram aquelas pintas vermelhas da tintura espalhadas por toda parte que mais me faziam parecer um boxeador depois de um feroz combate!